Nas doze Aldeias Históricas de Portugal há vestígios impressionantes da nossa história. Localizadas no centro do país, foram recuperadas e, atualmente, caminhar pelos seus becos e ruelas é regressar ao passado e sentir o mais genuíno caráter do povo português, dos seus costumes, tradições e património.

O projeto Aldeias Históricas de Portugal surgiu em 1991 e constitui-se como uma Associação de Desenvolvimento Turístico formada por autarquias e empresas ligadas às doze Aldeias Históricas nacionais. Em entrevista à revista Portugal em Destaque, Dalila Dias, coordenadora da rede, explica-nos que o objetivo deste projeto, de elevada relevância para o país, passa por “promover e rentabilizar as potencialidades turísticas das aldeias, contribuindo para o desenvolvimento do território onde estas se inserem”.

O projeto iniciou com um Programa de Recuperação das Aldeias Históricas, no qual estavam inseridas as aldeias de Almeida, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão e Sortelha. Mais tarde, em 2003, juntaram-se as aldeias de Belmonte e Trancoso. “Este território tinha um conjunto de elementos que permitiam criar uma identidade comum às diversas Aldeias incorporadas no projeto: a história, a cultura e o património”, salienta Dalila Dias.

Assim, baseado em recursos fortemente identificados com o respetivo território, o projeto das Aldeias Históricas de Portugal centrou-se na recuperação do património edificado de reconhecido valor histórico, patrimonial e cultural, de modo a que este fosse dinamizado pelo seu uso turístico: “Visava-se, pela via do turismo e das atividades que lhe estão conexas, a promoção do desenvolvimento socioeconómico da região, contribuindo para a retenção das camadas mais jovens no território e para o aumento da autoestima das populações locais”, refere a responsável.

Viaje connosco e descubra as doze Aldeias Históricas de Portugal. Fundadas numa região repleta de valores naturais, a Beira portuguesa, as Aldeias Históricas gozam da proximidade da Serra da Marofa, do Parque Nacional da Serra da Estrela, da Gardunha e da Reserva Natural da Malcata. Com um enquadramento assim, ninguém resiste a explorar os inúmeros percursos entre aldeias, aproveitando para um passeio a pé, de bicicleta ou de automóvel. Deixe-se inspirar pela paisagem de cortar a respiração e aproveite para provar alguns dos mais característicos produtos regionais. Também nos queijos, no vinho, no cabrito, no borrego, nos enchidos e no azeite típicos da região centro de Portugal se encontram vestígios da história. Depois, visite os centros históricos e o seu património religioso, arquitetura popular, palácios e casas senhoriais, castelos, muralhas e fossos, pelourinhos, prisões e casas de câmara. Deixe-se transportar ao Portugal Medieval, mas também aos Descobrimentos, à Restauração, às Invasões Francesas ou até à pré-história: “Viva a sua experiência Aldeias Históricas de Portugal e descubra um país novo”, desafia Dalila Dias.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone