Formada há cerca de dois anos por iniciativa da Câmara Municipal de Serpa, a APROSERPA – Associação dos Produtores de Serpa, surgiu com o intuito de funcionar como uma montra dos produtos da região. Tornar o concelho atrativo para novas indústrias, fixar empresas e comercializar essa mesma produção tem vindo a ser o mote desta associação.

Com perto de 50 associados, a Aproserpa conta com José Brito na presidência e com o apoio de Marc Kunz  e Agostinho Chaves, ambos vice-presidentes, para o desenvolvimento da associação, nas mais diversas áreas de atividade, tornando o projeto amplo e promissor.

“Temos vários produtores, em várias áreas, logo este não é um projeto limitativo. Temos desde o mel, queijo, ervas aromáticas, vinho, azeite, caça, pastelaria, decoração de bolos, arte… há uma série de associados, com várias atividades, que estão assim na nossa ‘montra’ para mostrar os produtos do concelho de Serpa”, enumerou José Brito.

Toda esta vasta gama de produtos tem vindo a ser divulgada em vários certames dedicados à componente agroalimentar, mas o queijo foi já assumido como uma prioridade da associação.

Seguindo a linha da queijaria, a Aproserpa candidatou-se a um grande projeto de internacionalização do queijo Serpa, que será feito em dois anos. Esta iniciativa compreende a presença em cinco feiras internacionais e, neste momento, a Aproserpa já participou em três. Usufruindo da grande dimensão destas feiras, a Aproserpa aproveita também para dinamizar outros produtos do concelho. Também na Ovibeja e Feira do Queijo do Alentejo esteve presente com uma vasta gama de produtos dos seus associados.

Mas a Aproserpa não quer apenas ser uma montra para os produtores. Quer também falar sobre os problemas de cada produtor, juntar vontades e tentar resolvê-los perante a autarquia.

Serpa possui uma série de potencialidades intrínsecas que tornam as terras do concelho ímpares, e capazes de dar ótimos frutos. Agostinho Chaves, vice-presidente, não deixou de ressaltar as qualidades da localidade:

“Temos umas terras muito fortes, das melhores terras do país, e juntando todas estas qualidades fantásticas obtemos ótimos produtos. Esta proximidade do mediterrâneo que temos, o sol e o solo dão-nos características perfeitas, e exemplo disso é o azeite. Os espanhóis compram-nos imensas terras para a produção de azeite. No setor do vinho temos Pias, com uma excelente qualidade/preço. Estamos perto de grandes centros, a  duas horas e meia de Espanha, a hora e meia do Algarve e a duas horas de Lisboa… perto de tudo… temos tudo”.

Quanto a projetos para o futuro, há o interesse de criar a marca ‘Serpa’ onde fiquem aglomerados todos os produtos do concelho, e aí diferenciar as características específicas da região e dos respetivos produtos, levando-os ao consumidor final.

Os produtos contidos na Aproserpa podem ser adquiridos nas feiras onde a associação vai estando presente e ainda nos postos de venda dos diversos produtores .

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone