Maria José Gamboa foi eleita, pela segunda vez, para assumir a presidência da Junta de Freguesia de Canidelo e, nesta época natalícia, aproveitou esta nossa edição para deixar os seus votos de boas festas a todos quantos fazem parte da comunidade que representa.

O balanço que faz dos primeiros quatro anos enquanto autarca é bastante positivo uma vez que conseguiu implementar um poder local de proximidade “que não era habitual”, criando comunicação com as pessoas e inaugurando uma Junta de Freguesia “verdadeiramente disponível” que diz ser a “marca fundamental do seu primeiro mandato”.

Os compromissos já assumidos e a sua formação como assistente social deram o mote para a sua recandidatura: “Este é um mandato de compromisso com a freguesia e com os valores desta, porque não é possível desenvolver Gaia sem desenvolver Canidelo e vice-versa”, afirmou a nossa entrevistada.

Canidelo é uma freguesia de grandes dimensões, com cerca de 50 mil habitantes e com um traçado essencialmente urbano: “Não tenho dúvidas de que será um dos polos urbanos de Gaia com maior desempenho em termos de lazer, turismo e habitação. É uma freguesia habitada por pessoas jovens-adultas, em idade de organizar família, o que contribui para o rejuvenescimento da população. A juntar a tudo isto, encontra-se a frente de mar frequentada, em grande parte, por pessoas alheias à freguesia, que reconhecem nesta um local de bem-estar e de lazer bastante apetecível: “Canidelo é uma freguesia que caminha toda para o mar. Aliás, de qualquer ponto da freguesia se vê o mar”, garantiu-nos a presidente.

A Mercadona em Canidelo

A cadeia de supermercados, de origem espanhola, irá abrir, em breve, um novo espaço comercial na freguesia de Canidelo. Sobre este assunto Maria José Gamboa foi bastante objetiva nas suas considerações: “A freguesia irá receber com novidade este investimento e sabemos que esta será mais uma razão para as pessoas cá virem”, disse.

“Trabalhamos a pensar nas pessoas”

Ao longo da entrevista a presidente da Junta de Freguesia de Canidelo enumerou os principais projetos que se encontram a ser desenvolvidos. Assim, a sustentabilidade da freguesia a partir de um projeto social que dê resposta a todos quantos necessitem está incluído na primeira linha de trabalho da autarquia: “Queremos que as crianças que nascem em Canidelo tenham condições para cá crescerem e ficarem. Queremos criar laços de cumplicidade entre as pessoas e o território e, para isso, elas têm que viver bem”.

Para que as pessoas vivam bem existem diversos programas em funcionamento: o Gaia Aprende + é dirigido a toda a infância da freguesia, através das escolas públicas, e consiste no apoio ao estudo, atividades culturais, recreativas e de desenvolvimento pessoal que conta já com cerca de 500 crianças de Canidelo. A par deste programa incentivar-se-á o chamado envelhecimento ativo: “Defendemos que é necessário manter as pessoas no seu espaço, dando-lhes respostas ao nível de Centros de Dia, Apoio Domiciliário, atividades culturais e recreativas em que possam participar”, explicou-nos a nossa entrevistada.

Além destas preocupações temos sempre em conta as pessoas com deficiência, que na Freguesia são acolhidas em Instituições especializadas.

Por fim, ficou o convite: “Vale muito a pena visitar Canidelo a pé, quer junto ao mar, quer na zona mais antiga e interior da freguesia. Sugiro também uma visita ao Cantinho das Aromáticas, ao Estuário do Douro e ao Parque de Campismo da Freguesia, entre outros. Razões não faltam, para por cá passarem”, finalizou.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone