Na nobreza de ajudar, aqui honram-se as memórias enquanto se criam outras mais. A solidariedade é rainha em cada serviço da instituição, são mais de 70 colaboradores que integram uma equipa que é também uma família. Cuidar dos mais velhos, valorizar os mais novos e, principalmente, auxiliar os que precisam. De coração na boca e paixão no seu trabalho, Sara Ramos, no cargo de diretora geral, falou do trabalho que a Olival Social tem desenvolvido.

 

Fez em abril 11 anos que iniciaram a sua atividade e, desde então que a caminhada tem sido longa e com um crescendo de desenvolvimento notável. Em 2006 surgia, na quinta do Carvalho, a Olival Social – Associação para o desenvolvimento de Olival – que visava preencher as lacunas sociais para as quais ainda não havia resposta. Foi de membros que integravam a direção da junta de freguesia que começaram a ser dados os primeiros passos desta instituição. Com a responsabilidade do dever social e os valores de ajudar o próximo, decidiram agregar as coletividades locais e os padres nascidos na freguesia para fazerem erguer a Olival Social, uma instituição de referência no concelho de Gaia. Atualmente, abrangem um pouco de todo o município, mas incindem essencialmente no interior do concelho, uma área de grande raio de ação que exige da equipa um esforço contínuo.

“O primeiro projeto foi o projeto Mais Jovem que veio trabalhar com as crianças do bairro Armindo Lopes Coelho. O objetivo foi integrar a comunidade do bairro. Logo de imediato abriu a creche, logo de seguida o centro de dia, depois o apoio domiciliário e depois fomos crescendo em novos serviços e ainda hoje temos projetos a serem aprovados”, contou-nos Sara Ramos os primeiros passos da instituição. Desde então que não tem parado de crescer e de procurar soluções para dar resposta a todas as necessidades sociais da região.

Os projetos criados têm sido muitos e abrangem todas as faixas etárias. A creche juntamente com o jardim de infância acolhe 116 crianças que durante a semana criam os laços do seu futuro – “mais salas tivéssemos e continuaríamos cheios” acrescentou a diretora geral. Por sua vez, o centro de dia acolhe 60 utentes e presta um serviço de apoio domiciliário à população mais envelhecida. Para completar as valências mais incisivas prestadas pela Olival Social, surge a universidade sénior, que conta com mais de 40 alunos que ocupam o seu dia-a-dia com 10 atividades de diferentes temáticas.

Para além destes serviços existem outros apoios e projetos criados para a comunidade. Dão formação informática aos alunos do primeiro ciclo das escolas de Olival e são parceiros do projeto ‘Gai@prende+”. Para além disso, são também um polo catalisador e motivador nas atividades desportivas e culturais dos mais novos. É na área da formação que surge outro dos projetos da associação. O Academia 360, em parceria com o IEFP, aproveita o espaço da quinta do Carvalho para formações na área da agricultura e jardinagem, uma forma de formar e integrar pessoas mais desfavorecidas com dificuldades na procura de emprego. Para completar a longa lista de serviços e valências prestadas assomam-se o banco alimentar, o banco de medicamentos, o banco de bens doados e ajuda técnicas, a loja social e o gabinete de apoio à família. A excelência dos serviços arrebata-se no empenho de uma direção e uma equipa dedicada às causas sociais: “Temos uma equipa muito jovem, extramente dinâmica e com muita vontade de fazer em prol da comunidade”, explicou Sara Ramos.

É na criatividade que a instituição abriga as respostas sociais que vão surgindo, uma abordagem reconhecida através da distinção do Selo ES+ a propósito da sua metodologia de intervenção de inclusão social através do futebol. Este é um prémio que visa reconhecer iniciativas de elevado potencial de empreendedorismo social no Norte, Alentejo e Centro do País. Outro reconhecimento do engenho de criar soluções da Olival Social foi o prémio BPI Sénior, que premiou um projeto piloto e inovador explicado pela diretora geral: “passará por criar uma bolsa de cuidadores ao domicílio, um pedido que temos recebido e para o qual não existem respostas da segurança social. Tentamos sempre encontrar as respostas que os outros ainda não viram e testar modelos novos”.

Caminhando a passos largos para o futuro, a Olival Social tem consolidado uma base forte para garantir o sucesso e a resposta às necessidades sociais da região. A primazia do bem servir a população é irrefutável e comprovado com um crescimento exponencial em apenas uma década. O futuro passa agora por centralizar os serviços na Quinta do Carvalho e de concretizar o sonho de criar um lar, um projeto já aprovado que espera apoio financeiro para arrancar.

 

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone