Febra trinchada e migas com carne de porco preto. Foi desta forma deliciosa e com uma mesa bem posta, que a Cervejaria Lebrinha, sediada no coração de Serpa, nos recebeu. Diz quem por lá passa, que é impossível não regressar, quer pela gastronomia, quer pela arte de bem receber.

Com mais de vinte anos de experiência no ramo da restauração, Bento Gemas não quis perder a oportunidade de ficar com a cervejaria o Lebrinha, quando soube que os sócios anteriores se iam retirar do negócio. Uma casa histórica do concelho de Serpa, conhecida por servir a cerveja que “nunca morre”. Uma fama que atrai curiosos de todo o país, conforme nos confidenciou o proprietário da cervejaria. “Vem muita gente de longe provar a nossa imperial. Ficamos contentes porque, pelos vistos, este nome é conhecido a nível nacional e há histórias curiosas que a envolvem. Chegam a vir pessoas de todo o país que não querem deixar passar pelo Lebrinha para provar a imperial.”

Quanto ao segredo por detrás da frescura da cerveja, esse continua por desvendar, mas o dono admite que tem de haver cuidado com tudo aquilo que envolve a área da restauração e a imperial não é exceção.

Quando assumiu a liderança da casa, Bento Gemas decidiu dar um novo rumo à cervejaria, começando por fazer obras de remodelação com o intuito de atrair novamente para o espaço as gentes de Serpa. A cervejaria teve de fechar portas durante alguns meses mas as expectativas para a reabertura eram grandes.

Com oito funcionários a dar alma à casa, o Lebrinha regressou em grande, com uma ementa renovada. “Apesar dos pratos tradicionais, neste momento temos uma carta mais diversificada, com alguns pratos regionais, introduzindo tudo aquilo que a nossa terra tem de melhor. Compramos todos os produtos cá. Temos a açorda alentejana e trabalhamos muito na base do porco preto. Possuímos também uma carta de sobremesas caseiras, de forma a complementar os pratos principais.”

Mas Bento Gemas reconhece que mesmo tendo elaborado uma nova ementa, não poderia deixar de parte os petiscos que deram fama ao espaço e que continuam a ser os mais procurados: “Aquilo que mais se come aqui é a febra trinchada porque é um prato que já vem desde sempre, desde a sua fundação com José Lebrinha. Esta casa cresceu com estes pratos.”

E o feedback não podia ser mais positivo, com a casa consecutivamente cheia.

Quanto à caracterização do seu público, o proprietário afirma que quem o procura maioritariamente são os Serpenses. “Servimos muito aquele público de Serpa que nos procura depois do jantar, mas a população em geral de Serpa vem cá. Queríamos que as pessoas da cidade voltassem a frequentar o Lebrinha e é isso que está a acontecer.”

Para além desta cervejaria, Bento Gemas possui ainda um outro espaço de grande sucesso, com um conceito totalmente diferente. Um bar de praia situado em plena praia fluvial da Mina de São Domingos, que está aberto durante toda a época balnear. Fora desse período abre também aos fins de semana ou quando as condições meteorológicas o justificam.

Dois negócios com êxito reconhecido em pleno Alentejo.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone