Vítor Matos
Vítor Matos

Atualmente, a freguesia de Pampilhosa é a mais populosa do concelho da Mealhada e uma das vilas com mais relevo e destaque da zona da Bairrada. Com um futuro promissor pela frente, a Pampilhosa é uma freguesia importante para o crescimento da região. A Portugal em Destaque esteve à conversa com Vítor Matos, atual presidente da Junta de Freguesia da Pampilhosa para descobrir quais as valências da sua terra.

 A freguesia da Pampilhosa foi elevada à categoria de Vila a 9 de Julho de 1985, estando geminada com a Comuna francesa de Courcoury, desde o dia 14 de Junho de 1991. Quem chega a esta sossegada vila da Beira Litoral, repara que há uma característica que identifica a grande maioria dos pampilhosenses: o profundo amor à sua terra natal, percetível no imenso orgulho com que a ela sempre se referem. Este facto é motivo de orgulho para Vítor Matos, atual presidente da Junta de Freguesia de Pampilhosa.

Em 2017 a freguesia de Pampilhosa comemorará os 900 anos de existência e é com esta chave de ouro que Vítor Matos termina os seus 4 mandatos à frente desta vila. “O trabalho é sempre feito, toda a gente me conhece e sabe que dou e faço tudo o que está ao meu e nosso alcance”, salienta o autarca.

O associativismo na Pampilhosa

Desde a implementação do caminho-de-ferro na Pampilhosa que a vila não para de crescer e de evoluir positivamente. Ao longo de 16 anos pelas mãos de Vítor Matos, várias modificações foram feitas tendo em vista o progresso da vila de Pampilhosa. Exemplo disso é a construção do atual edifício da Junta de Freguesia, a recuperação do Cineteatro da terra, a construção de novas infraestruturas e a requalificação de espaços importantes. Esta é uma terra com todos os meios essenciais para que haja qualidade de vida. Este sentimento explica o surgimento de Grupos e de Associações locais que têm como lema a defesa intransigente de tudo o que é tradição, cultura, património da Vila da Pampilhosa. Composta por cerca de 13 associações e coletividades, todos os recursos estão à disposição da população para qualquer evento feito na Pampilhosa. Esta é uma vila bem apetrechada e completa. Isto deve-se à boa gestão e ao apoio mútuo que existe entre a autarquia e as associações da terra, visto que todos colaboram no mesmo sentido e na mesma direção, tendo em vista o enaltecimento da Pampilhosa. No fundo, o que estas associações pretendem é a perpetuação de uma memória coletiva que confere uma identidade bastante peculiar a esta freguesia do Concelho de Mealhada.

Crescimento, atrações e prioridades

O crescimento populacional, económico e cultural desta freguesia foi proporcional à prosperidade que se fazia sentir nas unidades fabris da região, durante toda a primeira metade do nosso século XX. O afluxo populacional à Pampilhosa e o aumento demográfico que se registou nesta freguesia explicam em grande parte o forte crescimento da fatia habitacional da mesma.

Aliada à Festa da Padroeira Santa Marinha, há uma feira de artes e cultura onde todos os artistas e artesãos mostram e expõem os seus produtos e as suas obras-primas. “O entretenimento deste tipo de iniciativas fica a cargo das associações da Pampilhosa e toda a ajuda é fornecida pela Junta de Freguesia”, completa o presidente.

A nível de prioridades sociais, os idosos e as crianças são a grande preocupação da autarquia local. Existe um Centro de Assistência Paroquial, com as valências de infanto juvenis e lar, com centro de dia, residência para idosos e apoio domiciliário, e uma extensão de saúde. Foram implementadas pela autarquia, aulas de dança e ginástica para séniores. Para surpresa de todos, esta tem sido uma atividade com bastante sucesso e adesão por parte da população, o que mostra que as gentes da Pampilhosa, apesar da idade avançada, são dinâmicas e bastante ativas.

Para as crianças, existem na freguesia parques infantis e jardins-de-infância. Os pampilhosenses mais novos são alvo de grande importância por parte da autarquia local, conforme menciona Vítor Matos: “Procuramos a felicidade das crianças. A natalidade continua a crescer e há muita segurança na nossa terra”.

A Junta de Freguesia da Pampilhosa é solicitada para diversos assuntos e a principal prioridade é trabalhar em prol da comunidade. “Há uma grande abertura e um grande contacto entre nós e as pessoas. Elas confiam em nós e fazem por nos manter cá a trabalhar com e para elas”, refere Vítor Matos. Em jeito de mensagem para os habitantes da Pampilhosa e para os leitores, o autarca afirma: “Estou muito feliz por estar aqui e pelos habitantes desta terra. Sinto respeito por eles e eles por mim. É impossível agradar a todos, mas dou sempre o meu melhor. Esta freguesia sabe acolher, receber e estar com todas as gentes que vêm de fora. A essas pessoas, queremos agradecer o facto de nos visitarem e de usufruírem dos nossos serviços, participando assim no nosso crescimento local. Somos uma vila simples, mas com muito para dar e oferecer a quem por cá passa”.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone