No coração de Serpa, a Farmácia Central é uma referência no que à saúde diz respeito. Ana Catarina Monge, gerente, fala-nos deste e de outros projetos em que é responsável, nomeadamente da Farmácia Silveira, em Beja, e da Parafarmácia Central, em Serpa, a mais recente novidade do grupo.

“A minha família cujo grosso dos negócios se encontram em África e Espanha, iniciou os negócios no Alentejo há 15 anos com a empresa Interguadiana, que se dedica à transformação, comercialização e distribuição de produtos congelados. Está sediada no Parque Industrial de Vila Nova de S. Bento, em Serpa, e é gerida pela minha irmã Fedra Catarina. No início do próximo ano irá abrir um novo polo em Beja. Mais tarde, como enveredei por Farmácia, resolvemos investir nesse ramo”, explica, em entrevista, Ana Catarina Monge. Assim, primeiramente, foi adquirida a Farmácia Central de Serpa e, um ano depois, a Farmácia Silveira, em Beja. Há um mês o grupo expandiu-se com um novo ponto de venda, a Parafarmácia Farma Central, em Serpa, uma aposta que já se tem revelado um sucesso. “Queremos estar próximos de toda a população. Enquanto a Farmácia Central se encontra na zona histórica de Serpa, a parafarmácia localiza-se numa parte mais moderna e periférica da cidade. Achamos também que a parafarmácia é uma forma de conseguirmos com que as pessoas que querem ir à farmácia comprar produtos que não são sujeitos a receita médica ou produtos de cosmética e de saúde possam ter um atendimento mais rápido e personalizado, podendo elas mesmo servir-se do que necessitam”, refere a gestora. Um mês depois, o balanço é positivo, com os clientes a dar um excelente feedback: “Dizem-nos que fazia falta um espaço assim em Serpa”.

Já na Farmácia Central e na Farmácia Silveira, o objetivo é disponibilizar um serviço o mais especializado possível, já que, para Ana Catarina Monge, a farmácia continua a ser o serviço de saúde que está mais perto da população. Para tal, há um constante investimento no profissionalismo e no conhecimento técnico, aliados à simpatia e ao apoio constante às populações. Assim, as farmácias desenvolvem uma série de atividades ao longo de todo o ano, com destaque para rastreios em diversas áreas como risco cardiovascular, densitometria óssea e podologia, workshops de nutrição, higiene oral, amamentação, cuidados capilares, cuidados com a exposição solar; bem como aulas de ginástica e caminhadas para promover o estilo de vida saudável. A Farmácia Central de Serpa foi, aliás, a primeira farmácia do concelho a disponibilizar ecografias emocionais. “As pessoas reagem muito bem a esta atividades e registamos elevada participação, isto porque sentem que estão a aprender algo de útil para as suas vidas. Isto, para nós e para os nossos parceiros, tais como a Liga Portuguesa Contra o Cancro ou a Academia Sénior, demonstra-se muito gratificante. Temos muito orgulho nas atividades que desenvolvemos e em sermos pioneiros na maioria delas”, refere Ana Catarina Monge.

Com a abertura, no final de 2017, da Parafarmácia Farma Central, a gestora considera que este foi um ano de mudanças e de novos projetos, o que culminou num ano muito positivo. 2018 perspetiva-se, portanto, bastante favorável e que trará ainda mais novidades, garante Ana Catarina Monge.

Ambos os locais de venda em Serpa estão abertos das 9 às 20 horas, sendo que, em semanas de serviço, o horário da Farmácia das 9 às 23 horas.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone