É no coração da cidade de Castelo Branco, localizada em pleno centro do país, que descobrimos um espaço acolhedor, versátil e de cariz familiar, que prima pela excelência dos sabores. A Cozinha preconiza um modo de estar e bem servir há mais de duas décadas, onde se destaca a boa disposição da família Moreira.

 

N’ A Cozinha o dia inicia-se bem cedo. Pelas primeiras horas da manhã, João Moreira começa os preparativos para o almoço com a preparação das matérias primas que irão dar forma à ementa do dia. Aqui, a seleção dos ingredientes e a arte de confeção são essenciais para que cada prato servido n’ A Cozinha adquira um sabor difícil de esquecer.

Com 22 anos de história, este restaurante familiar é o resultado da garra e persistência da família Moreira, que construiu um negócio de sucesso em Castelo Branco, com o selo de excelência, empenho, dedicação e proximidade junto do cliente.

“Na altura, éramos proprietários de uma pastelaria na cidade e, por casualidade, surgiu o desafio de um nosso conhecido empresário algarvio para abrirmos um espaço de restauração com o conceito de churrasqueira e takeaway”, conta Fátima Moreira e continua: “devido ao nosso espírito aventureiro, fomos a Portimão conhecer o negócio e elaboramos o projeto. Este espaço foi construído de raiz para o efeito e desde sempre que trabalhamos com o sistema de peso no takeaway”.

Um conceito inovador para a época, que foi difícil de implementar, mas que resultou numa receita de sucesso.

Para a proprietária o seu percurso também não foi simples, pois passou de um negócio de pastelaria para a exigente profissão de cozinheira. “A restauração é uma área difícil, onde as premissas saber comprar, saber transformar e saber vender estão sempre presentes. Há que ser exigente durante todo o processo para corresponder às solicitações dos clientes”, explica, acrescentando: “por outro lado, tive a necessidade de aprender mais, porque quando falamos do nosso negócio, as responsabilidades são ainda maiores. Inicialmente fui aprendendo com as cozinheiras e, mais tarde, acabei por fazer a certificação de cozinha, através da Nercab. Hoje dedico-me a cem por cento a esta área”.

Chegados ao início da hora de almoço, a azáfama é grande com a chegada dos primeiros clientes que querem levar para casa os pratos confecionados por Fátima Moreira. Aqui sobressai a gastronomia tradicional portuguesa, com um aspeto e um sabor de encher água na boca, assim como a boa disposição no atendimento, a cargo de João e Nuno Moreira.

“Todos os dias abro a porta como se fosse o primeiro dia, nunca esquecendo o empenho da minha família e da minha equipa, composta por nove colaboradores, que nos ajuda a manter o foco”, sublinha a proprietária.

Qualidade do produto e do serviço, atendimento de excelência e atenção aos pormenores são as mais-valias d’ A Cozinha, que promove a satisfação total do cliente. “As pessoas sentem o toque do nosso trabalho e a alegria com que diariamente procuramos servi-los e isso para nós é primordial. Criamos uma relação de proximidade e de confiança com cada cliente. Este tem de se sentir bem e satisfeito, tanto com a ementa, como com o atendimento, daí a nossa boa disposição e os cinco minutos de conversa”, salienta Nuno Moreira.

Detentor de um conceito único na cidade, o restaurante A Cozinha aposta numa ementa rotativa e variada, que vai desde a gastronomia tradicional portuguesa, à seleção de pratos típicos de outras regiões do país, como a francesinha. Da mesma forma todas as sobremesas são elaboradas e confecionadas por Fátima e pelo filho Nuno Moreira, que tem vindo a aperfeiçoar-se nessa área.

Paralelamente, na época do Natal e Ano Novo, foi implementado uma nova área de negócio, com a elaboração e confeção das receitas de peru e bacalhau, bem como das sobremesas, para a consoada das famílias, que tem vindo a crescer ano após ano.

Continuar a receber a confiança dos clientes é o principal objetivo da proprietária d’ A Cozinha para o futuro, que deixa o convite a todos os leitores para visitarem a cidade de Castelo Branco e deleitarem-se com os sabores desta verdadeira ‘casa’ portuguesa.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone