Silvio Cerqueira Alumínios é o nome de uma empresa que celebra, este ano, 25 anos de atividade. Localizada, há oito anos, no Parque Industrial da Gemieira esta é já uma referência na região tanto pela qualidade dos produtos apresentados, como pela confiança transmitida pelo seu fundador (e nosso entrevistado nesta edição), Silvio Cerqueira.

O nosso interlocutor cedo se aventurou por conta própria no mercado de trabalho: “no início foi difícil porque tive de pedir empréstimos a familiares para comprar as máquinas. Comecei do zero, a trabalhar na minha garagem. Aos poucos fui crescendo enquanto empresário e profissional e comigo foi crescendo o negócio também”, começou por contar.

Esta empresa trabalha com todos os géneros de alumínios (lacados, anodizados, naturais) e é especializada na criação, fabrico e montagem de todo o tipo de caixilharias e portadas de alumínio, de onde se destacam os sistemas de batente, os sistemas de correr, as portadas, as grades e os portões exteriores. Sobre a sua experiência de 25 anos no setor, Silvio Cerqueira afirmou que “nos últimos 15 anos houve uma evolução muito grande no que diz respeito ao alumínio e às caixilharias. Os fabricantes da perfilaria foram essenciais neste processo, porque puseram no mercado componentes que nos ajudaram a fazer um produto final melhor”.

Apesar de todos estes anos de existência, esta empresa depara-se com uma problemática difícil de colmatar: a falta de mão-de-obra qualificada. “É muito difícil contratarmos novos funcionários. Cada pessoa nova que vem é um investimento muito grande de tempo e de dinheiro porque nós temos que a formar por completo. Há falta de gente no concelho, infelizmente muitos dos nossos jovens emigraram, e agora que precisamos de mão-de-obra, ela não existe. Também a formação dada na região não é a adequada às necessidades do tecido empresarial da mesma”, lamentou Rafael Cerqueira (filho do proprietário da empresa – estudou gestão e encontra-se à frente da administração).

Presença no mercado francês

A empresa Silvio Cerqueira Alumínios atua também internacionalmente, com uma forte exportação para França . Foi precisamente esta realidade que lhe valeu uma época de crise tranquila: “não senti a crise na construção civil porque sempre trabalhamos com o mercado francês. Na época de menos trabalho aqui, socorri-me das encomendas para França”, confidenciou-nos o empresário que continua a apostar num serviço diferenciado, de qualidade e à medida do cliente. “Dentro da construção nós trabalhamos um produto específico, por medida e cada obra é única para nós. É impossível fazermos stocks de produtos porque existem milhares de combinações, incomportáveis de manter em stock. Por outro lado, atualmente as pessoas procuram exclusividade, afinal trata-se da casa delas, que pretendem que sejam construídas à sua medida. E é aí que procuramos diferenciar-nos”, acrescentou Rafael Cerqueira.

Também a questão energética é cada vez mais uma preocupação para o público em geral: “As pessoas são cada vez mais exigentes e informadas sobre a variedade de produtos e as suas características. Os materiais isolantes são mais procurados, mesmo sendo mais caros, porque a qualidade é cada vez mais valorizada. Em termos de tons, atualmente são mais procurados os cinzas”, finalizaram os nossos interlocutores.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone