Carlos Tomás (na logística) e Cristina Carvalho (na contabilidade) são os sócios gerentes que representam a Tirsofrio. Fundada em 2000 e sediada em Santo Tirso, a empresa foca-se nos transportes internacionais com o propósito de servir bem o cliente e de lhe levar a mercadoria com a maior segurança e comodidade.

 

Carlos Tomás trabalhava numa empresa de transportes como motorista, especializada em flores e plantas. Tendo como base a sua experiencia nessa área embarcou na aventura de, juntamente com Cristina Carvalho, iniciar um novo projeto, a Tirsofrio. Assim, há 18 anos, adquiriram o primeiro camião da Scania, marca com a qual o empresário se identifica desde o início. Cristina explica que na altura, o único que trabalhava como motorista era Carlos. “Foi uma aventura tremenda, sem bases nenhumas e apenas com a experiência de trabalho. Passados dois anos, compramos o segundo camião e colocamos mais uma pessoa a trabalhar”.

O camião, quando adquirido, era completamente novo, uma forma de “dar garantia aos clientes”. Apesar do desafio, foi tudo “muito bem pensado, com muito trabalho e sacrifício”, refere o gerente.

O crescimento tem-se revelado notório e prova disso são estes 18 anos em que já compraram 19 camiões, praticamente um por ano. Os sócios gerentes revelam que o segredo para os bons resultados se deve ao facto de ser, essencialmente, um projeto dos dois. “Inicialmente foi pensado por ele e pela experiência dele, mas de facto fomos os dois que o quisemos”. Acrescenta ainda que “quando somos nós a iniciar alguma coisa, o que vai aparecendo é fruto do trabalho. Cresceu sempre connosco. Tivemos a mesma perceção do quanto custava e do quão difícil era”.

Sendo que em muito tem ajudado também a equipa que se foi formando com os colaboradores na parte da logística, contabilidade e motoristas.

No que diz respeito aos colaboradores, nem sempre é fácil encontrar as pessoas ideais para este tipo de trabalho. Carlos afirma que é necessário ter gosto por aquilo que se faz. “Há muitas pessoas com carta, mas nem sempre têm a responsabilidade que deveriam ter ou o gosto por aquilo que fazem, tanto por conduzir como pelo camião”.

Para além deste aspeto, o setor dos transportes torna-se mais exigente pelo tempo. “Os colaboradores podem estar muitos dias/semanas fora de casa, noutro país, longe da família e esta gestão torna-se mais difícil de se fazer. Se a pessoa vem com a noção real do que isto é e gosta tudo flui naturalmente”, explica Cristina.

Outro fator em causa é o valor da carta de condução que acaba por desmotivar a geração mais nova assim como o tempo que lhes é retirado.

 

Variada panóplia de serviços

Sendo uma empresa que apresenta vários recursos, a Tirsofrio dispõe de vários serviços para os clientes, nomeadamente transportes frigoríficos, grupagem, transporte de pendurados (porta fatos) e transporte em lona. Estas soluções são de fácil adaptação, têm grande acessibilidade e apresentam facilidades na hora de carregar as mercadorias.

 

Aposta contínua em camiões novos

Desde o primeiro dia que Carlos Tomás segue a ideia de apostar em camiões novos. Normalmente, os mesmos são substituídos de quatro em quatro anos. Desta forma, conseguem dar uma maior garantia e segurança ao cliente, o que acaba por se traduzir na satisfação permanente.

Outra preocupação da administração passa por não abdicar da manutenção e da limpeza dos camiões. “Tratamos muito bem dos transportes. Todas as semanas são lavados”, realça.

O facto de terem este método de trabalho e de assegurarem ao cliente a transparência máxima, faz com que já seja o cliente a procurar a Tirsofrio. “Eles vêm ao nosso encontro por sermos corretos com eles e isso reflete-se na lista confortável de clientes que temos”.

Para complementar este negócio, ainda têm duas lojas de comércio: uma em Santo Tirso e outra em Vila Nova de Famalicão. “Fomos diversificando os setores e neste momento já temos 37 colaboradores”.

Para desafios futuros vão continuar a manter a capacidade que têm tido até agora de lidar com os clientes, os colaboradores e a própria empresa. “Este trabalho em equipa tem resultado porque temos os mesmos objetivos”, finaliza.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone