A União das Freguesias de Moscavide e Portela é composta por duas freguesias com grande potencial de crescimento, a primeira com uma dinâmica muito própria, tipicamente “lisboeta”, onde se destacam as acessibilidades, uma vasta oferta de transportes públicos, a proximidade ao Parque das Nações e uma grande dinâmica comercial. A segunda  é um espaço público único com grande potencialidade essencialmente pela qualidade de vida. São suas realidades distintas que Ricardo Lima, presidente da Junta, acredita poderem ser complementares.

O mote da candidatura de Ricardo Lima a esta união de freguesias foi construir um novo futuro para as duas freguesias, ou seja tornar Moscavide e Portela de novo relevantes no contexto municipal e metropolitano. “Parece-me claro que, em termos de freguesia, temos tudo para ser uma referência do ponto de vista do que são as dinâmicas de comunidade, não só no concelho de Loures, mas também da Área Metropolitana de Lisboa”, sublinha realçando a importância da localização estruturante, privilegiada e estratégica. De resto, num estudo efetuado recentemente que abrangia 67 freguesias da região de Lisboa, “Moscavide e Portela surge no 5º lugar entre as melhores para viver”. Ricardo Lima diz não ter dúvidas que as dinâmicas implementadas durante o primeiro ano de mandato contribuíram e muito para este resultado, relevando o trabalho de promoção da freguesia, sempre através do envolvimento da população.

Esta forma de encarar a gestão autárquica representou um corte com o passado, na medida em que a chegada de Ricardo Lima e da sua equipa permitiu acabar com a inércia que a freguesia estava votada, elegendo como principais eixos as palavras agir, fazer, construir e trabalhar.

O primeiro ano de mandato foi a altura de “assumir que tínhamos que fazer sem desculpas”, pese embora a situação financeira complexa que encontrou na junta de freguesia. E por isso, Ricardo Lima quis deixar uma palavra de apreço ao executivo e aos seus colaboradores por todo o seu esforço e dedicação, salientando que, desta forma, tem sido possível o aumento da produtividade e o cumprimento das promessas eleitorais tendo como mola nuclear a reorganização dos serviços administrativos, reorganização dos serviços operacionais, a modernização administrativa, o que veio “credibilizar os órgãos autárquicos e promover o envolvimento das pessoas”. Colocar as pessoas em primeiro lugar foi o lema da campanha e continuará a ser trazer as pessoas para o centro da decisão, dando-lhes um enquadramento e estrutura necessários a um compromisso para com a comunidade. Neste contexto, a autarquia implementou alguns novos eventos, reestruturando outros, que granjearam grande sucesso, como é exemplo a Feira do Chocolate e da Doçaria (fevereiro), a Festa Medieval na Portela, o Sunset em Moscavide, a Feira dos Sabores (maio), o Street Food da Portela, ou as Festas da Portela que mudaram de espaço e tipologia, entre uma diversificada programação cultural. A vertente social também se apresenta como um dos vetores de trabalho da autarquia, designadamente o combate à solidão, por isso “implementámos vários projetos, como o Envelhecimento Ativo e Saudável que inclui ginástica, dança, ateliers de costura, teatro, passeios mensais, workshops, bem como o Espaço de Saúde e Bem-Estar que inclui fisioterapia, terapia da fala, psicologia, medicina chinesa, entre outras. Em entrevista, Ricardo Lima salienta ainda o conjunto de equipamentos sociais geridos pela junta de freguesia “sem qualquer apoio”, nomeadamente o jardim de infância, o centro de convívio, a componente de apoio à família, a lavandaria social, a oficina do reformado e a loja social (vestuário e alimentar), de resto “apoiamos diariamente 50 famílias”.

Em pouco mais de um ano, muito foi feito, faltam agora as obras de maior dimensão que incluem a construção de um parque de estacionamento subterrâneo, a demolição do antigo mercado para edificar um mercado de futuro, a construção do edifício autárquico e a requalificação total do Jardim Público de Moscavide, no entanto a maior vitória foi criar dinâmicas de comunidade promovendo o sentimento de pertença, de gosto e de ser de Moscavide e Portela.

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone