Rui Santos - presidente
Rui Santos – presidente

Vila Real tem vindo a afirmar-se como um concelho ambicioso e capaz de se destacar nos mais variados campos. Vila Real cidade, Vila Real concelho, Vila Real capital de toda uma região e porta de entrada para o Douro, Vila Real motor de desenvolvimento regional, são para nós, Vila-realenses, tão simplesmente a nossa terra. Esta expressão simples, carregada de simbolismo e de emoção, é afinal o denominador comum entre todos nós.

Nós, que aqui vivemos, sabemos que Vila Real é um concelho vibrante, dinâmico, bonito, ativo. Mas está na altura de Portugal e do Mundo conhecerem este segredo, que esteve guardado tempo demais pelo Marão. Quer através de eventos desportivos de âmbito mundial, como a organização da etapa Portuguesa do Campeonato do Mundo FIA de Carros de Turismo, ou de eventos culturais multinacionais como a Capital da Cultura do Eixo Atlântico, Vila Real está, cada vez mais, nas bocas do mundo.

Nada disto acontece por acaso. É fruto de muita reflexão, planeamento, muito trabalho, e muito amor a Vila Real. A grande aposta que o executivo municipal tem feito em aumentar drasticamente a visibilidade e notoriedade de Vila Real, permite que hoje sejamos considerados um concelho atrativo e isso é fundamental. A presença nos principais centros de decisão política ou capacidade de organizar grandes eventos internacionais demonstra aos investidores a existência de uma equipa confiável na autarquia e um concelho com ambição.

O desenvolvimento da região de Trás-os-Montes e Alto Douro, e em particular de Vila Real depende, em grande parte, da definição e implementação de estratégias de crescimento económico assentes no conhecimento, na tecnologia e inovação, e na promoção do dinamismo da atividade económica e empresarial. O Parque de Ciência e Tecnologia – Régia Douro Park (PCT) centrando a sua intervenção no sector agroalimentar, em articulação com domínios da biotecnologia e química fina, ciências florestais, ciências veterinárias, e nomeadamente do sector vitivinícola, irá privilegiar o domínio da Vinha e do Vinho contextualizado no Centro Tecnológico I&D e Inovação e acreditamos que será uma infraestrutura basilar para o desenho de um novo futuro para o nosso território. Mas o presente também merece a sua visita.

Visitar Vila Real é descobrir, nas palavras do grande escritor transmontano e duriense Miguel Torga, um Reino Maravilhoso. É encontrar uma cidade cosmopolita, mas envolvida por uma moldura natural fantástica. Um local onde o tradicional e o moderno se encontram e se fundem de forma equilibrada. Uma cidade que quer assumir a sua capitalidade e funcionar como motor económico de toda uma região. Onde a arquitetura vanguardista de muitos equipamentos públicos vive em harmonia com o estilo barroco do Palácio de Mateus. Onde a gastronomia é rica, deleitando os paladares mais exigentes com as Cristas de Galo, os Covilhetes ou as Tripas aos Molhos. Onde o conhecimento científico e a investigação que emanam da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro se conjugam com os cantares tradicionais e a cultura popular Transmontana. Onde a vida passa um pouco mais devagar, mas a velocidade das Corridas Automóveis está gravada no coração de cada Vila-realense.

Mas visitar Vila Real é, acima de tudo, conhecer pessoas fantásticas. É encontrar nas suas feições a força do granito, mas nos seus corações a beleza do Alvão e do Marão. Amigos verdadeiros, que mais depressa quebram do que torcem e cuja hospitalidade é genuína e verdadeira. Visitar Vila Real é ficar um pouco mais rico e ser um pouco mais Português.

Rui Santos – presidente do Município

 

Partilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone