Os vencedores do Prémio Cinco Estrelas 2021 já são conhecidos e a ADENE congratula-se pela vitória alcançada com as iniciativas AQUA+, CLASSE+ e Poupa Energia. Nelson Lage, presidente do Conselho de Administração da ADENE, reconhece o contributo desta distinção para a promoção da eficiência energética e do uso sustentável dos recursos e para a construção de uma sociedade mais formada, informada e sensibilizada.

Nelson Lage - Presidente CA ADENE

Nelson Lage – Presidente ADENE

A ADENE está entre os vencedores do Prémio Cinco Estrelas 2021 com as iniciativas AQUA+, na categoria de “Eficiência Hídrica de Imóveis”, CLASSE+, na categoria “Eficiência Energética para Janelas” e Poupa Energia, na categoria “Energia – Simulador de Poupança. Como reage a estes prémios?

Estamos muito satisfeitos com estes prémios. A ADENE tem vindo a demonstrar a sua excelência e o compromisso em melhorar as suas iniciativas, cujo foco são os cidadãos, ajudando e incentivando a escolhas mais eficientes e racionais no consumo de energia e água. A notoriedade e credibilidade destes prémios são uma importante ajuda no cumprimento da missão da ADENE. Nos casos do CLASSE+ e do AQUA+, o prémio traduz o reconhecimento, dos cidadãos e das empresas. No caso do Poupa Energia, que já tinha obtido esta distinção, as opiniões dos consumidores levaram à restruturação da plataforma, que agora permite visualizar os tarifários mais económicos para cada perfil com um clique. A partir das sugestões fornecidas este ano pelos consumidores, iremos continuar a promover a simplicidade e transparência em toda a informação.

O Poupa Energia, gerido pela ADENE, destacou-se pela satisfação na experimentação e intenção de recomendação expressa pelos consumidores. Quais as vantagens do uso desta ferramenta e de que forma ajuda os consumidores?

O Poupa Energia é uma plataforma de comparação de tarifários, com a qual se pretende dotar o consumidor de ferramentas que permitam uma escolha/mudança informada de comercializador, promovendo a eficiência no consumo de energia. A grande vantagem do portal é ter sempre os tarifários atualizados e permitir realizar uma pré-adesão, sendo que o consumidor é depois contactado pelo comercializador escolhido de forma a formalizar o contrato, sem qualquer complicação.

 O Poupa Energia dispõe igualmente de um conjunto de dicas de eficiência energética para que o consumidor possa reduzir o consumo de energia na sua habitação.

Uma das preocupações da ADENE prende-se com a apresentação de soluções e ferramentas mais sustentáveis. De que forma a ADENE contribui para a criação de um planeta mais sustentável?

A ADENE promove a eficiência energética e o uso sustentável dos recursos, mobilizando a sociedade no sentido de melhores escolhas e boas práticas. Instrumentos como a certificação energética de edifícios, a etiquetagem energética de janelas, a classificação da eficiência hídrica de imóveis, são exemplos orientados para o consumidor. Para as empresas, temos o sistema de gestão de consumos intensivos de energia, a certificação pela mobilidade eficiente e, em breve, a certificação pela economia circular.  

Com o Poupa Energia, a ADENE quer promover a eficiência energética ao nível do consumidor, promovendo comportamentos e atitudes sustentáveis, bem como a promoção da aquisição de equipamentos energeticamente eficientes.

Com o Observatório da Energia e o CINERGIA procuramos informar e mobilizar a sociedade. Porque acreditamos no trabalho de equipa, valorizamos muito as parcerias, pois juntos vamos mais longe no objetivo de tornar a nossa atividade mais sustentável, preservando o planeta para as gerações vindouras.

ADENE

Contribuir para reforçar o posicionamento de Portugal na linha da frente da descarbonização e da transição energética é um dos objetivos pelos quais a ADENE trabalha diariamente. Quais os projetos em desenvolvimento e que visam dar resposta a este e a outros valores da agência?

A ADENE pode contribuir para reforçar o posicionamento de Portugal na linha da frente da descarbonização e da transição energética, com uma interação direta com os cidadãos. Acreditamos que o nosso contributo deve centrar-se numa integração ao nível da descarbonização, intervindo ao nível da indústria, e consumo doméstico, e na eficiência energética e hídrica nos edifícios, residências e serviços. Acreditamos nas energias renováveis, apoiando a implementação de medidas no solar, biomassa e outras fontes. A ADENE atua como entidade de suporte ou coordenadora em áreas como a mobilidade e sustentabilidade urbana, nos sistemas de certificação e gestão de consumos e no apoio à implementação de políticas e programas públicos. Projetos como o ECO.AP, Comunidades de Energia e Combate à Pobreza Energética são exemplos do apoio da ADENE a estas políticas.

Estamos também a reforçar a cooperação institucional, nacional e internacional, com foco nas parcerias,reforçando as relações com autarquias, agências energia regionais e outras entidades. Estamos a melhorar o apoio técnico e uma maior e melhor informação ao consumidor, com foco na educação, formação e informação, através da Academia ADENE, Observatório da Energia e CINERGIA. Apostamos também no reforço da comunicação em questões de literacia energética.

Estamos a reforçar os Sistemas de Gestão de certificação na área dos edifícios e da indústria, e renovámos a aposta na Eficiência Hídrica, de modo a alertar para uma maior sensibilização para este outro tipo de eficiência, e sempre numa lógica de integração com a eficiência energética. Aqui destaco sistemas como o Classe +, Casa+, Aqua+, Move+.

Vamos também apoiar a comunicação e informação sobre as Comunidades de Energia e Pobreza Energética e apostar na implementação de um programa de monitorização da energia dos transportes como contributo para a definição da política pública neste domínio. Durante o nosso mandato, queremos criar as bases de um programa de gestão urbana e planeamento na ótica da energia, bem como na criação de um Sistema de Certificação da Economia Circular a apresentar ao Ministério do Ambiente e da Ação Climática.

Ao nível da Cooperação, queremos lançar um programa para a cooperação Internacional de cidades portuguesas na Transição Energética que tire partido de sinergias já criadas. Gostaríamos de relançar a ideia da criação de uma Rede de Agências de Energia dos PALOP e dinamizar o Pacto de Autarcas.

Portugal, através da ADENE, terá a presidência da Rede de Agências de Energia da Europa em 2022, o que permitirá contribuir de forma mais ampla para o desígnio europeu da transição energética, apresentado uma agenda europeia com foco nas pessoas e nas parcerias. Por fim, está para breve o lançamento de um programa de Formação, Informação e Sensibilização para escolas, autarquias, técnicos e instituições, que irá intervir em todo o país num formato itinerante.

O ano de 2020 trouxe grandes mudanças. Com a ADENE não foi diferente, que tem uma nova direção. O que podemos esperar desta ADENE?

Este será um mandato assente numa estratégia apoiada no valor humano das nossas equipas, que são o capital mais valioso da ADENE. Podemos esperar o cumprimento estrito da nossa missão e visão de forma mais sustentável, transparente e audaz, abarcando mais responsabilidades ditadas pelo executivo. A ADENE é o somatório do trabalho conjunto e em permanente evolução e adaptação às novas necessidades e desafios do ecossistema. O futuro da ADENE será construído em equipa, em parceria, proximidade e com o foco numa sociedade mais sustentável.

Quais as bandeiras da ADENE para se manter no topo e continuar a criar projetos eficientes e sustentáveis, capazes de surpreender os consumidores?

A ADENE tem no centro da sua intervenção, as pessoas. Essa será a nossa maior bandeira e o fator diferenciador. Fazer acontecer tendo como foco as pessoas, os técnicos, os consumidores, a sociedade e em proximidade e parceria. Continuaremos a apostar nos programas e projetos que nos ajudem nesta missão. A certificação dos edifícios, da indústria, da Economia Circular e de outros sistemas, como a mobilidade, a eficiência hídrica, serão alguns exemplos. Em desenvolvimento temos novos projetos, incluindo o combate à pobreza energética e a aposta numa sociedade melhor formada e mais informada.  É dever da ADENE transferir para a sociedade o conhecimento adquirido nos últimos 20 anos. O nosso maior objetivo é contribuir para uma sociedade mais formada, informada e sensibilizada. Através de programas, projetos e parcerias, bem estruturadas e alinhados com a política atual.