João Maria Branco, Administrador da Gold Stone

Chama-se Gold Stone e trata o mármore como ninguém. Esta empresa, sediada em Vila Viçosa exporta para o mundo inteiro a pedra portuguesa. Das delicadas misturas de brancos às anatomias mais exóticas, a localização no Vale das Pedreiras é sinónimo de extração de pedra de qualidade, além disso a Gold Stone está focada em construir um vínculo sustentável com o nosso planeta, por isso, a aposta na sustentabilidade é uma constante. João Maria Branco, o administrador, apresentou à Portugal em Destaque a sua empresa.

A Gold Stone, Lda., sediada em Vila Viçosa, é uma empresa focalizada na produção, transformação e comercialização de pedra natural. Fale-nos um pouco mais deste projeto e do seu percurso até aos dias de hoje.

Os meus pais, desde que nasci, detinham empresas no setor dos mármores. Cresci no ambiente da extração, transformação, comercialização, clientes e fornecedores, da atividade referida. A partir da adolescência tive a certeza que um dia me dedicaria ao setor dos mármores. Constituí a empresa em 2014, com 21 anos. Foi a concretização de mais um sonho! É uma atividade que desemprenho há sete anos com toda a paixão

A Goldstone procura agregar valor, pela diferença, a um mercado altamente exigente e competitivo. Quais os fatores que vos diferenciam num mercado cada vez mais global e competitivo?

Um dos fatores mais importantes, hoje em dia, em qualquer negócio, é o marketing digital. O nosso setor não foge à regra. Nesse sentido e pressionados pela nova realidade pandémica, procurámos ser pioneiros em desenvolver uma estratégia de marketing que nos permitisse vender à distância e alcançar novos mercados.

Quais são os produtos mais solicitados? Portugal consome muito estes produtos tão específicos?

A Gold Stone está sobretudo focada na comercialização de blocos e chapa. Portugal, nos últimos anos tem se revelado um pais em crescimento face ao consumo do mármore.

João Maria Branco, Administrador da Gold Stone

O mercado externo e a internacionalização representam uma fatia importante das vossas vendas? Para que países exportam?

Sem dúvida que a exportação tanto para a Gold Stone como para o setor tem um peso muito significativo. O mármore é um produto com características únicas reconhecidas em todo o mundo. Neste momento temos uma carteira de países muito diversificada para onde exportamos o nosso produto. Os países da Ásia e do Médio Oriente são os que têm um peso mais significativo.

Com um crescimento sustentado ao longo dos anos, a Gold Stone vem conquistando novos clientes e novos mercados. Qual o principal objetivo a alcançar a longo prazo?

O principal objetivo é continuar a crescer de uma forma sustentável e diversificar os investimentos.

O crescimento do negócio significa também aumento de recursos humanos e uma maior responsabilidade de inovar e manter a qualidade dos vossos serviços, de forma a mantarem-se atuais e com uma posição firme no mercado?

Claro que o crescimento de uma empresa depende dos seus recursos humanos, da capacidade de inovar, de estar sempre “um passo à frente” e, da qualidade dos serviços prestados. Infelizmente, hoje em dia, temos muita dificuldade em recrutar novos ativos.

Qual a estratégia de crescimento da Gold Stone e quais as principais ambições em termos de futuro? 

A Gold Stone é hoje um dos rostos do setor dos mármores em Portugal. A nossa principal ambição é continuar a solidificar a nossa posição no nosso setor, crescendo de uma forma sustentável, com a ambição de melhorar todos os dias no sentido de prestarmos o melhor serviço e as melhores soluções aos nossos clientes.

João Maria Branco, Administrador da Gold Stone

Em paralelo temos acautelado que todos os investimentos realizados sejam virados para a sustentabilidade e perseveração ambiental, bem como para as energias renováveis. Temos ainda, a participação em dois consórcios que têm por base a procura de soluções para o aproveitamento dos subprodutos do setor, o que se revela uma aposta promissora e de futuro, potencializando toda a sustentabilidade do setor numa perspetiva de economia circular.

Gold Stone