English version (EN)

Especializada em fornecer soluções para a gestão e tratamento de resíduos a Greenflow baseia as suas forças no conhecimento profundo do mercado e na qualidade dos seus recursos humanos. Do grupo Greenflow faz parte a empresa Greenflow Marine, que lhe damos a conhecer em pormenor nesta edição. Especializada na prestação de serviços de gestão de resíduos provenientes de atividades marítimas, a empresa tem hoje disponíveis ao mercado soluções para todos os resíduos produzidos no universo petrolífero. Para melhor conhecermos a empresa e o trabalho que desenvolve em prol da sustentabilidade e preservação ambiental, estivemos à conversa com Carlos Cardoso, CEO, que em entrevista nos deu a conhecer o universo Greenflow e algumas das soluções inovadoras desenvolvidas pela empresa, como é exemplo o M-Concept, uma solução pronta a ser utilizada como recepção portuária e capaz de tratar todo o tipo de resíduos oleosos.

Carlos Cardoso, CEO Greenflow
Eng.º Carlos Cardoso, CEO Greenflow

Especializada em fornecer soluções para a gestão e tratamento de resíduos, a Greenflow tem vindo a conquistar uma posição de destaque no mercado internacional. Fale-nos um pouco mais da Greenflow e quais os valores que têm guiado a empresa ao longo dos anos rumo ao sucesso.

A Greenflow é, em primeiro lugar, uma empresa recente, que baseia as suas forças no conhecimento profundo do mercado e na qualidade dos seus recursos humanos. Temos uma forte identidade e comunhão com os valores da empresa, reflectidos na nossa política empresarial, e compreendido e aplicados por todos. A Greenflow de hoje é o resultado de dois factores que contribuiram de forma cumulativa para o crescimento externo: por um lado uma experiência acumulada pelos seus profissionais ao longo de vários anos no mercado português em projectos de relevo, que culminaram na construção de várias unidades de tratamento de resíduos e permitiu capitalizar não só uma experiência de projecto, como também uma experiência operacional considerável, e por outro lado, a experiência internacional adquirida no seio do Grupo Nature, especializado em projectos de recolha e tratamento de resíduos de navios, e onde estive inserido na equipa executiva. Um dos nossos valores mais importantes do ponto de vista comercial é o facto de não procuramos vender projectos ou unidades de per si, mas procuramos tornarmo-nos um parceiro dos clientes que permita um acompanhamento da operação das unidades, e garantir que essas unidades funcionam dentro do prometido. Esse tem sido um factor diferenciador. Encontrar quem venda equipamentos ou unidades, é relativamente simples. No entanto, encontrar quem adapte os equipamentos ou soluções técnicas a situações específicas, mesmo dentro de um mesmo mercado, e garanta os resultados, é mais raro.

Cisterna Greenflow
Cisterna Greenflow

Do grupo Greenflow fazem parte as empresas Greenflow Engineering, GreenSpain e Greenflow Marine. Especializada na prestação de serviços de gestão de resíduos provenientes de atividades marítimas, a Greenflow Marine conta hoje com uma equipa experiente capaz de fornecer as soluções mais adequadas. Atualmente, quais os serviços e soluções que a Greenflow Marine tem disponíveis ao mercado?

A Greenflow Marine dedica-se a recolha e reciclagem de resíduos produzidos em navios, no âmbito da convenção MARPOL (convenção internacional da IMO, que estabelece as regras ambientais a que estão sujeitos os navios). Os resíduos nos quais focamos a nossa atividade são os resíduos de hidrocarbonetos, essencialmente misturas de combustíveis provenientes da casa das máquinas, ou provenientes de limpezas de tanques de carga, relacionados com combustíveis. Somos operadores licenciados no porto de Lisboa. Os resíduos são depois tratados em instalações licenciadas, nomeadamente pela CARMONA S.A (nosso acionista) ou Eco-Oil, instalações modernas e especializadas na regeneração desses combustíveis para produção de novos combustíveis. É economia circular no seu expoente máximo. O fuelóleo regenerado em novo produto, entra novamente no mesmo ciclo económico, e evita o uso de recursos naturais. Pagam os mesmos impostos que um combustível industrial de refinaria, ainda que com uma pegada ecológica muito menor.

Novas instalações da Carmona na Mitrena
Novas instalações da Carmona na Mitrena

Capaz de realizar a reciclagem de resíduos de hidrocarbonetos para produção de combustíveis e de produtos comerciais para uso em caldeiras industriais, a Greenflow apresenta diversas soluções para a indústria petrolífera e seus derivados. Atualmente, quais as principais soluções que a empresa desenvolve para a indústria petrolífera?

Temos basicamente soluções para todos os resíduos produzidos no universo petrolífero, como misturas de hidrocarbonetos, emulsões oleosas, águas contaminadas, separação de lamas, remoção de ácido sulfídrico em águas oleosas, destilação de hidrocarbonetos, regeneração de combustíveis marítimos, regeneração de óleos usados, entre outros.

CEO Greenflow, Carlos Cardoso, no navio
CEO Greenflow, Eng.º Carlos Cardoso, no navio

A Greenflow desenvolveu a M-Concept, uma solução técnica, pronta a ser utilizada como recepção portuária, capaz de tratar todo o tipo de resíduos oleosos. Fale-nos um pouco mais desta solução inovadora, da sua versátil aplicabilidade e das principais vantagens associadas à sua utilização.

O M-Concept é uma solução que combina tecnologias existentes, mas aplicadas de forma inovadora, e implementadas em sistemas contentorizados, que permitem um fácil transporte e construção/disposição no terreno, em qualquer geografia, por mais remota que possa ser. Foi pensado para minimizar os tempos de permanência em obra. Cada módulo foi desenvolvido para ter um custo similar, e por outro lado, cada módulo resolve um problema específico: tratamento de emulsões oleosas; tratamento de águas oleosas; filtração e remoção de sedimentos em hidrocarbonetos; filtração de águas pré-tratadas; remoção de ácido sulfídrico de águas oleosas, entre outros.  Podemos aplicar o M-Concept para melhorar instalações existentes (com um ou mais módulos), ou podemos aplicar o M-Concept para construir instalações de tratamento completas, nomeadamente instalações de receção de resíduos marítimos em áreas portuárias. Podemos ainda aplicar o M-Concept para trabalhos provisórios, como por exemplo em locais de extração de petróleo onde são gerados resíduos dessa extração, ou em passivos ambientais relacionados com a exploração petrolífera.

O M-Concept foi também desenhado para trabalhar de forma automática, controlada por computador, e com base numa reduzida intervenção humana. Temos acesso remoto aos nossos módulos, e podemos resolver alguns problemas operacionais mais simples por essa via. Por outro lado, a nossa filosofia não se centra somente no fornecimento das soluções, mas também no acompanhamento operacional dos clientes para garantir o correto funcionamento e os resultados pretendidos.

Com a filosofia “Think Global, Act Local”, a Greenflow Marine propõe soluções adaptadas às legislações locais, mas também às instalações existentes para a gestão de resíduos. Esta adaptabilidade e capacidade de fornecer soluções à medida é também um dos principais diferenciais da Greenflow e uma mais-valia  da empresa perante o cliente?

A nossa capacidade de adaptação e de solucionar problemas específicos é de facto diferenciador. E isto tem-nos dito a voz dos clientes. Temos vindo a implementar tecnologias para problemas muito específicos, que nos obrigam a desenhar a solução à medida, e isso permite uma entrada sustentada e duradoura nos clientes. Existe um leque grande de empresas que vendem equipamentos standard, outras que fazem projecto a pedido do cliente, mas é mais raro encontrar empresas que possam desenhar/projectar soluções específicas e que garantam a sua implemanetação e desempenho. É aí que nos posicionamos.

A Greenflow tem caminhado rumo à sustentabilidade e preservação ambiental, desenvolvendo as melhores e mais adequadas soluções com vista à redução da pegada ecológica. Hoje, mais do que nunca, urge repensar a nossa postura perante o meio ambiente? Atualmente, quais os valores que norteiam a política de sustentabilidade e preservação ambiental da Greenflow?

As soluções que propomos e implementamos, visam sempre a minimização do envio de resíduos para eliminação (sem reutilização), reintroduzindo esses resíduos no mesmo ciclo económico. Dessa forma, permitimos também evitar o uso de recursos naturais. Conforme referimos, é economia circular no seu expoente máximo. Depois, há que pensar que atuamos em mercados relacionados por exemplo com resíduos produzidos por navios, ou seja, providenciamos soluções que evitam eventos de poluição marítima. Quanto maior o valor acrescentado da solução proposta (quer tecnológico que comercial), maior o volume de resíduos recolhidos em portos, e menor a probabilidade de poluição no mar. O nosso foco é de facto reutilizar tudo o que possa ser reutilizado, e essencialmente numa vertente de regeneração. Ou seja, reutilizar o resíduo transformando-o no produto original, garantindo o menor impacto possível e verificando esse impacto no ciclo de vida do produto.

Quais os principais objetivos que a empresa pretende alcançar no futuro e de que forma pretende continuar a ser uma referência neste setor de atividade?

O mercado internacional é a nossa grande aposta, nomeadamente para o nosso M-Concept. Estamos presentes em Malta há vários anos, com várias soluções tenológicas em operação, e temos vários projetos em desenvolvimento na costa africana (Benin, Gambia, Gana, Nigeria). Na Ásia, esperamos poder ter um projecto operacional no Bangladesh já em 2022.

Neste preciso momento, estamos a construir duas instalações de reciclagem de hidrocarbonetos em Espanha, e a remodelar/modernizar uma terceira.

O nosso melhor marketing é ter clientes que possam testemunhar a valia das nossas soluções, e o nosso maior ativo é a qualidade dos nossos recursos humanos e valores empresariais claros e absorvidos por todos.

Greenflow