Acrescentar VALOR ao mercado imobiliário

Sócios Grupo Valor
António Figueiredo e João Martins

A operar no mercado imobiliário desde 2015, o Grupo Valor vem registando ao longo do tempo um crescimento assinalável, assente na excelência dos serviços prestados e na confiança dos seus clientes. Para melhor conhecermos este projeto, estivemos à conversa com João Martins e António Figueiredo, Diretores do Grupo Valor, que em entrevista nos revelaram o grande desafio assumido pelo grupo para o ano de 2020.

O Grupo Valor é já uma referência no mercado imobiliário da região. Poderíamos começar a nossa entrevista por conhecer um pouco melhor este grupo e em que momento decidem arriscar e dar corpo a este projeto.

Este projeto nasce depois de termos estado praticamente cinco anos associados a uma rede imobiliária nacional numa posição de destaque. Tínhamos as nossas duas lojas nos dois primeiros lugares no ranking nacional da rede, mas queríamos mais e decidimos abandonar a nossa zona de conforto abraçando novos desafios. Criámos a nossa própria marca e, sem sabermos que este iria ser um ano atípico, anunciámos o Grupo Valor a 7 de março, sendo que, uma semana depois estávamos todos em casa devido ao confinamento. Em vez de baixarmos os braços, fomo-nos adaptando e com uma equipa bem alinhada naquilo que acreditamos serem as melhores práticas neste setor, as coisas têm acontecido de uma forma natural e muito positiva, sendo certo de que vamos terminar o ano com um crescimento significativo e que ganha especial importância tendo em conta que estivemos dois meses com as nossas lojas fechadas.

Para o ano de 2020 o Grupo Valor assumiu um desafio como nunca antes: acrescentar mais valor ao serviço que diariamente presta aos mercados onde estão inseridos. Que bandeiras têm guiado a equipa no sentido de atingir o objetivo a que se propôs?

Quando abrimos a nossa primeira loja, tínhamos muito bem definido o que pretendíamos fazer e como o iríamos tentar alcançar, estabelecendo metas e objetivos. Graças à nossa experiência profissional, conhecíamos bem o setor imobiliário e as principais necessidades de quem com ele trabalha. Procurámos sempre ir ao encontro dos requisitos desses profissionais para que nos tornássemos uma equipa de excelência, capaz de prestar um serviço de qualidade aos clientes que nos procuram. Ao anunciarmos esta mudança de ciclo tínhamos intenção de, num curto espaço de tempo, abrir mais lojas, porém, devido à incerteza que a pandemia trouxe, colocamos, para já, esse desejo em stand by. No entanto, não ficámos de braços cruzados e iniciámos um projeto conjunto, com a Tânia Ferreira, pessoa muito experiente e com muito bons resultados na área da intermediação de crédito. Para além disso, lançámo-nos também na compra e venda de imóveis e iremos, já no início de 2021, dar início a alguns projetos de construção. Passados cinco anos as bandeiras continuam a ser exatamente as mesmas, mas adaptadas a um mercado que sempre foi e continua a ser bastante dinâmico. Somos uma equipa de pessoas empreendedoras e que vestem a camisola. Nunca nos acomodámos e nas situações mais difíceis tentamos responder de forma rápida e assertiva.

O mercado imobiliário é um dos mais competitivos. Uma equipa de profissionais capaz de fazer a diferença perante o cliente é fundamental. Como caracteriza a equipa das agências Grupo Valor?

Como qualquer equipa somos um conjunto de pessoas com diferentes personalidades, que têm como objetivo comum o sucesso. Tentamos fazer com que o foco seja sempre aquilo que realmente importa, motivando-os e dando-lhes todas as ferramentas que achamos serem fundamentais para desempenharem o seu trabalho de uma forma profissional. Se tivéssemos que caracterizar em poucas palavras, diríamos que as pessoas que fazem parte da nossa equipa são ambiciosas, dinâmicas e com sentido de empreendedorismo. Só com este espírito conseguem, verdadeiramente, superar-se.

A formação contínua dos agentes é imprescindível e um dos segredos para o sucesso alcançado?

Desde o primeiro dia. O nosso mercado é bastante competitivo e requer uma grande capacidade de adaptação. Sabemos que quanto melhor preparados estivermos, mais facilmente nos adaptaremos. O nosso plano de formação é sempre agendado com a antecedência de um ano e adaptado àquilo que são as lacunas demonstradas pela equipa no ano anterior. Por outro lado, tentamos diversificar os formadores mantendo um nível de qualidade bastante elevado. O nosso slogan “Valorizamos Pessoas” é precisamente nesse sentido, de tentarmos valorizar o trabalho das pessoas da nossa equipa. Tenham ou não experiência no ramo imobiliário, o nosso plano de formação faz com que o nosso acompanhamento, e a entreajuda dos colegas, seja feito de forma permanente.

O ano de 2020 trouxe desafios até então desconhecidos. O impacto da pandemia provocada pelo novo coronavírus é evidente em diversas áreas. De que forma avalia atualmente o mercado imobiliário?

Atualmente vivemos todos num clima de incerteza e isso retrai imenso a intenção das pessoas, seja em comprar, ou em vender. Em qualquer zona em que a aquisição de um imóvel é vista como um investimento para gerar rentabilidade, tem havido quebras significativas. Há setores dentro do imobiliário que, simplesmente, pararam como, por exemplo, o alojamento local, ou ainda zonas mais afetadas que outras pelo perfil do cliente. Temos a sorte de estar inseridos em zonas onde o investimento na aquisição de um imóvel é mais uma necessidade para as pessoas. Este ano, apontamos para um crescimento na ordem dos 15%, mas sabemos que isto pode mudar a qualquer momento, criando certamente outro tipo de oportunidades. Neste momento, existem muitos players no mercado, mas sabemos que só aqueles que se adaptem ou ajustem conseguirão manter-se. Com uma crise mundial deste nível, e ainda com algumas incertezas do impacto que terá em alguns setores como o nosso, sabemos que só os melhores sobreviverão e iremos trabalhar para continuar a estar desse lado.

A pandemia mudou a forma como se “vive” em casa. O facto de hoje passarmos mais horas dentro de casa, levou as famílias a perceber que precisam de outro tipo de espaços e a procurar novos imóveis em zonas mais periféricas?

Apesar de não ser ainda algo muito significativo, poderemos dizer que sim. Sentimos que há mais procura de terrenos e de moradias e uma maior procura em zonas periféricas aos grandes centros.

O Grupo Valor é já uma referência no mercado imobiliário nas regiões onde atua. O que tem estado na base do sucesso alcançado e o que podemos esperar para o futuro?

O nosso sucesso é mérito do trabalho de todas as pessoas que fazem parte do Grupo Valor, por tudo aquilo que acrescentam em diferentes vertentes. O nosso crescimento tem sido motivado grande parte por pessoas que já trabalham connosco, que acabam por trazer outras pessoas. Isso é demonstrativo que, para além de nós, também a nossa equipa acredita em todo o projeto e isso enche-nos de orgulho. No futuro, queremos crescer enquanto marca, com pessoas e lojas que se pautem pelos mesmos princípios e valores em que acreditamos. Neste momento, temos no Grupo Valor cerca de 50 pessoas e acreditamos que até final de 2021 iremos chegar ao dobro.