Mercadona diz sim a continuar a cuidar do planeta

Plácido Albuquerque, Diretor de Meio Ambiente Mercadona Portugal
Plácido Albuquerque, Diretor de Meio Ambiente da Mercadona Portugal

“Dizer SIM a continuar a cuidar do planeta” é o firme compromisso assumido pela Mercadona que, através da nova Estratégia 6.25 e da abertura da primeira loja 6.25, em Matosinhos, reforça a responsabilidade de diminuir o uso de plástico e de evitar que os seus resíduos se transformem em desperdício. O Diretor de Meio Ambiente da Mercadona Portugal, Plácido Albuquerque, elucidou-nos sobre este reforço da aposta da empresa na Economia Circular.

Socialmente responsável para com o meio ambiente, a Mercadona vem dando passos de reconhecida importância na defesa do planeta. O mais recente compromisso vem reforçar a posição anteriormente adotada por esta empresa. Fale-nos um pouco mais deste longo compromisso com o ambiente.

A Mercadona é uma empresa comprometida com o ambiente, que assume os desafios e preocupações da sociedade. A empresa é socialmente responsável para com o meio ambiente, dedicando, por isso, grandes esforços dia após dia para continuar a cuidar do planeta. Prova do reforço do seu compromisso é o investimento de 44 milhões de euros, realizados em 2019, em medidas de proteção ambiental. A Mercadona conta com um Sistema de Gestão Ambiental próprio e aplica os princípios da Economia Circular em muitos processos, sob a premissa de fazer mais com menos impacto. Este esforço concretiza-se ao impulsionar a logística sustentável, a eficiência energética, a gestão responsável de resíduos, a produção sustentável e a redução do plástico. Há mais de 25 anos  que a Mercadona lançou uma iniciativa pioneira, a pool de embalagens reutilizáveis da empresa Logifruit, um exemplo de sinergia empresarial fruto da colabora­ção entre as duas empresas. Graças a este modelo de gestão de resíduos, a Mercadona dá uma segunda vida a 220 mil toneladas de cartão e plástico por ano (100% das embalagens que a empresa utiliza e posteriormente recicla). Um outro exemplo foi a medida de eliminação do saco de plástico de um só uso na linha de cai­xas, que a Mercadona implementou em 2019, deixando à disposição dos “Chefes” (clien­tes) um saco de papel reciclável, um saco de plástico elaborado com material reciclado e o saco de ráfia reutilizável e feito com material reciclado, que foi implementado há anos em toda a cadeia. O compromisso com os princípios da Economia Circular e o uso eficiente dos recursos naturais é responsabilidade de todos: setores económicos, administrações e cidadãos. Entre todos, devemos dar uma nova vida aos resíduos e evitar que se transformem num desperdício de matérias-primas muito valiosas. Atualmente, a empresa está a multiplicar os seus esforços na redução de plásticos e resíduos através da Estratégia 6.25.

Hoje, a Mercadona dá mais um passo e assume um novo e importante compromisso: diminuir o uso de plástico e evitar que os seus resíduos se transformem em desperdício. Fale-nos um pouco mais da Estratégia 6.25.

Garantindo sempre a segurança alimentar e a qualidade dos produtos, a empresa compromete-se, através da Estratégia 6.25, a diminuir o uso de plástico (eliminando o que não acrescente valor, substituindo-o por outros materiais, e incorporando o plástico reciclado) e a que todas as suas embalagens sejam recicláveis.

Para fechar o círculo, a empresa compromete-se a reciclar 100% dos resíduos que gera e a ajudar os seus clientes a reciclar, dando-lhes informação útil tanto nas embalagens como na loja. Para levar a cabo esta estratégia, a empresa teve em conta alguns aspetos como: a Formação dos colaboradores, reforçando a formação dos 90 mil funcionários da empresa em questões de sustentabilidade, redução de plástico, gestão de resíduos e aspetos relevantes da Estratégia 6.25; A formação dos fornecedores, transmitindo os objetivos aos seus fornecedores, que já estão a trabalhar com os departamentos de Compras e Prescrição da empresa para cumprir um compromisso que assumem em conjunto com a Mercadona; A criação da secção web “Cuidemos do Planeta”, destacando na página as ações que tem vindo a realizar há anos para cuidar do planeta. O “Chefe” poderá encontrar conteúdo informativo e formativo sobre diferentes questões ambientais relativamente às quais a empresa tem vindo a trabalhar há anos, assim como a nova Estratégia 6.25 para abordar a questão do plástico e o cumprimento dos diferentes objetivos.

partículas naturais

A Mercadona eliminou as microesferas de plástico de todos os produtos de cuidado e higiene pessoal, que foram substituídos por partículas naturais (sementes de uva, sementes de kiwi, sal marinho, sílica, etc.).

Em 2019, esta iniciativa permitiu uma poupança de cerca de 10 toneladas em toda a cadeia (Espanha e Portugal).

Depois de a Mercadona abrir a primeira loja-piloto em Valência, foi agora a vez de implementar a Loja 6.25 em Portugal, que abriu ao público no dia 21 de outubro em Matosinhos. Quem visite esta loja o que poderá encontrar?

A Loja 6.25, que primeiramente foi implementada em Valência como loja-piloto, é a aplicação da Estratégia 6.25 no ponto de venda, que ajudará a Mercadona a transmitir aos “Chefes” e aos colaboradores as ações que se estão a implementar para a redução de plástico e gestão de resíduos, assim como ouvir as suas avaliações no terreno. Durante o mês de outubro de 2020 abrimos a primeira Loja 6.25 em Portugal, sendo que no futuro pretendemos implementar este modelo em toda a cadeia.

Sacos da linha de caixas recicláveis e com material reciclado - MERCADONA
Sacos da linha de caixas recicláveis e com material reciclado

Esta nova estratégia marcará a história e percurso desta empresa. Quais os objetivos que a Mercadona ainda pretende alcançar no futuro?

A Mercadona é, desde 2009, membro do Fórum Europeu de Distribuição para a Sustentabilidade (REAP), um organismo copresidido pela Comissão Europeia, no qual todos os participantes são auditados periódica e externamente em matéria de sustentabilidade. Além disso, desde 2011, é membro do Pacto Mundial das Nações Unidas para a defesa dos valores fundamentais em Direitos Humanos, Normas Laborais, Meio Ambiente e Combate à Corrupção. Em Portugal, integra o Pacto Português para os Plásticos, plataforma colaborativa que pretende fomentar a Economia Circular dos plásticos em Portugal e evitar que estes se transformem em resíduos. O caminho passará por continuar a procurar fazer a diferença para com o meio ambiente. Para avançar com esta estratégia a empresa já investiu este ano 40 milhões de euros e até 2025 investirá mais 100 milhões, ano em que pretende atingir um triplo objetivo: reduzir 25% do plástico, ter todas as embalagens de plástico recicláveis e reciclar todos os resíduos de plástico.

EXEMPLO DE PRODUTOS SEM MICROESFERAS DE PLÁSTICOS - MERCADONA
EXEMPLO DE PRODUTOS SEM MICROESFERAS DE PLÁSTICOS – MERCADONA
Estratégia 6.25 - MERCADONA
Estratégia 6.25 – MERCADONA