Uma referência em investigação e desenvolvimento

Fundada em 2010, a Redshift, é um grupo formado pela Redshift Consulting e Redshift Solutions, empresas especializadas em Cyber Security, Networking, Information Management e Low Code, que cobrem diversos setores de mercado, como administração pública, bancário, indústria, saúde, seguros, telecomunicações, transporte e utilities.

João Manso, CEO RedShift

A transformação digital é, para a Redshift, uma oportunidade de fornecer tecnologia facilitadora para um negócio mais ágil, eficiente e seguro. João Manso, CEO da Redshift, apresenta a visão da empresa que está assente no reconhecimento do mercado nacional nas diferentes áreas onde está presente e o sucesso da integração do RED.doc com o Filenet da IBM que se tornou um caso de estudo.

Sendo a Redshift um grupo de empresas que está em franca expansão, como se define e qual o seu posicionamento no mercado nacional?

A Redshift foi fundada a 8 de julho de 2010 e foi, ao longo dos anos, crescendo e adaptando-se às necessidades do mercado. No nosso segundo ano, expandimos as nossas capacidades com uma nova equipa de Consultoria dedicada a apoiar todos os clientes 24 horas por dia, 7 dias por semana e uma segunda equipa especializada no desenvolvimento de Outsystems Framework. Em abril de 2017, adquirimos uma unidade de negócios Information Management com uma equipa de especialistas em IBM / FileNet e em implementação de projetos de ECM E BPM. Portanto, depois do primeiro ano passamos a focar as nossas atividades como Consultores e Integradores, ajudando os nossos clientes a escolher e o que há de melhor em tecnologias e soluções que melhor se aplicam aos seus requisitos e objetivos.

A Redshift é, hoje, um grupo de empresas que, globalmente, oferece ao mercado soluções e serviços altamente especializados em várias áreas tecnológicas. A nossa aposta na diferenciação pela competência das nossas equipas altamente especializadas tem dado frutos e, hoje, a Redshift tem grandes clientes nos vários setores de mercado e com dezenas de milhares de utilizadores das suas soluções. Temos diversas referências de projetos de elevada complexidade tecnológica e dimensão na Administração Pública, Banca, Indústria, Seguros e Telecomunicações. Ao nível dos nossos parceiros tecnológicos, temos procurado estabelecer parcerias apenas com líderes de mercado nos respetivos setores. Com esta estratégia, maximizamos a nossa proposta de valor para os nossos clientes com a excelência nos serviços diversos prestados e nas tecnologias integradas nas soluções implementadas.

Atuando em diversos sectores da sociedade, quais as áreas de negócio que assumem mais relevância no vosso core business?

Na Redshift existem várias áreas de negócio em diferentes estádios de desenvolvimento: Information Management, Produtos, Low Code, Cybersecurity & Networking, Cloud & DataCenters, Auditing & Consulting e Outsourcing, sendo estas duas últimas áreas as mais recentes.

Cada uma das áreas tem como objetivo posicionar na sua especialidade a Redshift como um dos líderes no mercado nacional e temos conseguido, gradualmente, alcançar esse objetivo.

João Manso, CEO RedShift
João Manso, CEO RedShift

Uma das áreas em que que se destacam é no Information Management. Qual é a relevância e impacto desta área para as empresas a quem prestam este tipo de serviços?

A equipa de Information Management da Redshift tem uma vasta experiência de implementação de soluções nos mercados nacional e internacional. Dessa experiência nasceu a iniciativa, há vários anos, de desenvolver os seus próprios produtos, como é o caso do RED.doc, entre outros produtos inovadores que temos colocado no mercado nacional e internacional. A Redshift tem hoje uma empresa do grupo totalmente dedicada à investigação e desenvolvimento. Esta é, portanto, uma área de negócio muito relevante para a Redshift e onde temos feito melhorias e investimentos significativos. Para os nossos Clientes, a nossa proposta de valor tem sido a de viabilizarmos soluções extremamente adaptáveis ao longo do tempo com prazos de implementação mais curtos e custos de operação significativamente inferiores com o consequente impacto benéfico no seu capex e opex.

As soluções da Redshift permitem aos nossos clientes acelerarem a implementação das suas estratégias de Transformação Digital dos seus processos de negócio, disponibilizando-lhes plataformas que lhes permitem um elevado grau de Automação, Segurança e Normalização. Os nossos clientes passam assim a ter processos de negócio mais ágeis, com a capacidade de rapidamente se reconfigurarem para atender os novos requisitos do negócio, mais céleres, pela automação introduzida, mais seguros pelos mecanismos de segurança existentes e mais normalizados pela capacidade de padronizar fluxos, documentos, dados e acessos, ente outros.

Um dos produtos de referência é o RED.doc. Em que consiste este produto e qual o feedback dos vossos parceiros ao começarem a utilizá-lo?

O RED.doc é um produto de gestão documental e automatização de processos (workflow) que é extremamente configurável, podendo ser implementado on-prem ou na cloud.  É um produto também bastante fácil de integrar com qualquer aplicação de negócio, podendo assim comportar-se como uma CSP (Content Service Platform) que permite a essas aplicações registarem e consultarem documentos de modo eficaz. O RED.doc pode também ser integrado com as plataformas de Gestão de Conteúdos e de Workflow em que os clientes possam ter previamente investido, permitindo-lhes assim obter um maior retorno desse investimento.

Este produto é bastante interessante para os nossos parceiros porque lhes permitem ter um grau de autonomia bastante elevado no desenvolvimento de projetos uma vez que o RED.doc é extremamente configurável. Por outro lado, permite-lhes fazer implementações com muito menor carga de serviços, logo menor risco e menores custos, o que torna a sua proposta de valor significativamente diferenciadora.

A migração de ficheiros e de informação são temas sensíveis para as empresas, bem como a implementação de novos produtos/software. Refira os prazos e fases de implementação RED.doc e a taxa de sucesso.

A migração de documentos de sistemas desatualizados para soluções tecnológicas mais recentes representa um desafio pela potencial morosidade do processo, a inerente necessidade de garantir a integridade dos documentos e dos dados estruturados a si associados sem que haja disrupção dos processos organizativos.

A Redshift tem a experiência de migração de documentos em vários clientes e em repositórios com uma dimensão superior a 100 milhões de documentos. Por exemplo, um cliente do setor dos seguros, que utilizando as ferramentas do fabricante de tecnologia tinha uma previsão de 3 anos para realizar a totalidade da migração, com o módulo da Redshift viu esta operação ser reduzida para 3 meses.

Com o nosso produto RED.doc conseguimos acelerar significativamente as implementações dos projetos e também facilitar o processo de mudança nos Clientes, contribuindo para uma adoção fácil da solução pelos utilizadores.

O tempo de implementação de um projeto depende naturalmente da dimensão do Cliente e do âmbito do projeto, mas temos a experiência de projetos com tempos de execução entre 2 semanas (com 30 utilizadores) e 10 meses (com 7 000 utilizadores).

Todos os projetos implementados com RED.doc são casos de sucesso, sem exceção, tendo a Redshift referências neste momento com 7 anos de existência. Na prática, estas referências demonstram o que afirmamos: o nosso produto é facimente adaptável aos novos requisitos organizativos dos nossos clientes, é estável, escalável e tem baixos custos de operação.

Recentemente, integraram o RED.doc com o Filenet da IBM que resultou num caso de sucesso para um Banco e para a Redshift. Como surgiu e se desenvolveu esta sinergia?

A equipa da Redshift tem uma vasta experiência na plataforma Filenet da IBM com projetos de dezenas de milhares de utilizadores implementados no mercado nacional e internacional. A realidade do cliente é bastante bem conhecida pela nossa equipa que há muitos anos tem sido o parceiro IBM para os projetos de Information Management do Banco. Para além da competência e experiência da equipa da Redshift referidas, o nosso produto RED.doc teve um papel importante na redução do risco e dos tempos de implementação do projeto com consequências diretas nos custos de implementação e manutenção da solução.

Saiba mais sobre esta solução aqui

João Manso, CEO RedShift
João Manso, CEO RedShift

O caso de sucesso na Banca

O CERNE DA QUESTÃO DO BANCO

O Banco utilizava uma plataforma de Gestão Documental implementada há vários anos e que carecia de atualização tecnológica. Neste sentido, era necessário atualizar a plataforma, com o objetivo de melhorar o fluxo de trabalho e baixar os custos operacionais.

Contudo, o projeto apresentava alguns desafios, nomeadamente o número elevado de ficheiros a transferir para a nova plataforma, sem causar transtornos ao normal funcionamento das operações do banco.

A SOLUÇÃO: plataforma RED.doc, desenvolvida pela Redshift

A solução encontrada passou por utilizar tecnologia própria da Redshift, através da plataforma RED.doc, integrada com tecnologia da IBM pela plataforma FileNet.

O RED.doc, desenvolvido pela Redshift, é uma plataforma de Gestão Documental e de fluxos de trabalho que, devido ao seu elevado grau de configurabilidade permite, a baixo custo, uma adaptação contínua à realidade das empresas. O sistema continua a ajustar-se, independentemente das mudanças organizacionais que possam ocorrer, o que confere um elevado grau de autonomia aos negócios que a possuam.

Em que consiste?

Integrada com o RED.doc, a plataforma FileNet, tecnologia da IBM, permite armazenar e gerir grandes volumes de informações. Os serviços fornecem um acesso rápido e seguro a documentos e conteúdos das empresas. Possibilita, desta forma, dar uma resposta com maior rapidez às exigências dos negócios, encontrando as informações necessárias da maneira mais fácil e rápida.

Red.doc RedShift

Durante a execução do projeto foram transferidos, de uma plataforma para a outra, cerca de 150 milhões de documentos, distribuídos por 80 classes documentais. A operação envolveu cerca de 7000 utilizadores das áreas do Banco como, por exemplo, Operações, Recursos Humanos, Financeira e Administração.

Destrinçar a plataforma RED.doc no caso do Banco

O produto desenvolvido pela Redshift permitiu acelerar a implementação do projeto, tendo apenas a duração de 10 meses. A tecnologia do RED.doc trouxe novas capacidades de negócio ao banco, conferindo-lhe a capacidade de rapidamente adaptar os seus projetos organizativos. Além disso, e tal como era objetivo do Banco, a operação teve um custo substancialmente reduzido, atendendo ao tempo de implementação e ao esforço necessário em serviços técnicos especializados.

A plataforma tecnológica FileNet da IBM possibilitou a introdução de maiores garantias na continuidade do negócio, com um sistema tolerante a falhas e mecanismos de recuperação de desastre. A plataforma permite também dar resposta à elevada densidade de pedidos de consulta dos documentos do Banco. A solução implementada pela Redshift foi adicionalmente integrada com a maioria das aplicações do Banco, servindo, assim, como uma plataforma global de serviços de consulta ao arquivo eletrónico documental.

O sucesso da operação

Para o sucesso desta operação, a experiência da equipa Redshift foi crucial, bem como alguns componentes tecnológicos desenvolvidos pela empresa para a realização deste tipo de operações, com taxas de transferência extremamente elevadas. A Redshift já realizou diversos projetos de migração de documentos de e para repositórios IBM/FileNet, utilizando um módulo próprio de elevado desempenho. Tal como tinha sido exigido, em nenhuma destas operações houve qualquer interrupção no sistema de produção.

RedShift